CLIQUE AQUI

O JEJUM MUDA SUAS FUNÇÕES HORMONAIS...

Existem Estudos  comparando CONTAR CALORIAS (restrição calórica diária) Com o jejum intermitente




Algumas  observações:


Um grupo de pessoas faziam uma dieta de estilo mediterrâneo.



Isso incluiu 30 por cento de gordura, mas uma parte dos integrantes do grupo restringiam as calorias todos os dias, enquanto outros faziam jejum intermitente dois dias por semana e comiam a dieta normal o resto do tempo.


OU SEJA, OS GRUPOS DIFERIAM APENAS NA FREQUÊNCIA COM QUE COMIAM, MAS NÃO EM QUANTAS CALORIAS SEMANAIS CONSUMIAM OU NOS TIPOS DE ALIMENTOS QUE INGERIAM.


Ao longo de seis meses, os dois grupos não mostraram diferença na quantidade de peso e perda de gordura corporal entre eles, mas uma diferença importante entre os níveis de insulina e sensibilidade à insulina.


Lembre-se, a longo prazo, os níveis de insulina são os principais impulsionadores da resistência à insulina e da obesidade.
Aqueles em uma dieta diária com restrição calórica têm seus níveis de insulina diminuídos, mas rapidamente atingem um platô.


O GRUPO DO JEJUM INTERMITENTE, POR OUTRO LADO, CONTINUOU A REDUZIR OS NÍVEIS DE INSULINA EM JEJUM, PARA UM MARCADOR CHAVE DE RESISTÊNCIA À INSULINA MELHORADA, APESAR DA INGESTÃO CALÓRICA TOTAL SEMELHANTE. Como o diabetes tipo 2 é uma doença de hiperinsulinemia e resistência à insulina, a estratégia de jejum intermitente teve sucesso onde a restrição calórica não ocorreu. Foi a intermitência da dieta que a tornou eficaz.


O jejum intermitente impede o desenvolvimento de resistência à insulina, gerando longos períodos de baixa insulina, que mantém a sensibilidade do corpo à insulina.


Esta é a chave para reverter o pré-diabetes e o diabetes tipo 2.


Fonte:
How to Reverse and Prevent Type 2 Diabetes: The Quick Start Guide

Jason Fung


Traduzido e adaptado por Flávia Trajano


Criadora da Fan Page e administradora do grupo : JEJUM INTERMITENTE SEM MITOS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.